Múltiplos olhares sobre o feminino com COLETIVO VULVAS

Abertura: 11/outubro das 18h – 21h
Em outubro entramos na campanha mundial pela prevenção ao câncer de mama e pela saúde da mulher, conhecida como Outubro Rosa. Cada vez mais, percebemos que tabus e moralismos abafam a condição das mulheres de terem acesso a informação e saúde.
Embora o corpo feminino seja altamente exposto, explorado e erotizado, a ponto de um ser humano ser subjugado a objeto, há pouco diálogo com o auto – percepção ( auto-conhecimento) se tornando um lugar estrangeiro ao próprio universo feminino.
Isso porque a presença desse corpo ainda é obscura e punida quando revelada. A vulva é o órgão do prazer, do nascimento e da escatologia. Uma ponte entre princípio – fim – princípio, do gozo pela vida e de existir. Por essa capacidade de se ver e se reconhecer é que o projeto Vulvas propõe mostrar, a partir de 11 de outubro (até 11 de novembro), pinturas, bate papos, workshops, esculturas de vulvas, registros fotográficos do sangue menstrual, e a relação com o período menstrual em várias etapas na vida de uma mulher com leituras do livro Mulheres que plantam a lua

***

Show de abertura: Quinta-feira, dia 11/out, a partir das 18:00 na Abertura do Coletivo Vulvas teremos a honra de receber o Folkears de Jade Farah Guil e Rafael Dauer Mello. Couvert de contribuicao espontanea

***

Confira mais atrações:
EXPOSIÇÃO de 24 moldes de vulvas reais e anônimas do Projeto V, iniciado em 2013 de
esculturas em gesso e resina

A artista traz o Projeto V – uma homenagem da mulher para ela mesma,onde a artista realiza peças tridimensionais da vulva de mulheres voluntárias abrindo a possibilidade de transmutar o diálogo entre a sua fisicalidade e suas reverberações.

Isabele Linhares é artista plástica que tem sua trajetória na linguagem do desenho, da gravura,
pintura e escultura desde 2001. Formada pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná e pós-graduada em ilustração e cinema pelas Faculdades OPET.

11/10/2018 as 19h33 (e outros dias e horários a combinar)

LEITURAS do livro de Andrea Berriel, “Mulheres que plantam a Lua”, da Arte Editora

Por meio de Lola, personagem fictícia, que se vê em uma crise profissional e pessoal e se aventura em novas experiências em busca de autoconhecimento. O livro aborda diferentes aspectos do universo feminino. Além da recorrente crise dos 40, a publicação entre outras vivências, retrata o ritual xamânico de plantar a lua, prática que ganha cada vez mais adeptas no Brasil e no mundo. O processo consiste em devolver o sangue menstrual à terra e concluir o ciclo da natureza

Andréa também apresenta a pintura “descubro quem sou à margem da floresta escura – óleo s/ tela 70 X 100 cm

Andre Berriel é artista plástica, escritora, arquiteta e urbanista e professora do Curso de Arquitetura e Urbanismo da UFPR. Mãe, mulher, cidadã, faz meditação e compostagem com seu lixo orgânico diariamente.

O livro está à venda no local por R$35,00

EXPOSIÇÕES FOTOGRÁFICAS e FOTOGRAFIA-OBJETOS de Mariana Bonadio, Luiza Kons, Niceli Silva e Tissa Valverde.

Projeto Sombra/s de Lua se Mariana Bonadio apresenta uma brincadeira estético-fotográfica, atravessada pelas relações entre a vivência exterior e interior dos ciclos menstruais. A partir de uma investigação pessoal a cada menstruação, as fotografias exploram as possibilidades estéticas de mapear o invisível de cada ciclo, numa reconexão e deslocamento de olhares sobre o sangue menstrual.

Mariana Bonadio é formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) , pesquisadora feminista e facilitadora de processos de criação. Opera as experiências da arte como instrumentos conceituais e metodológicos para o pensamento crítico, e como possibilidades de refletir sobre a relacionalidade entre o visível e invisível da (inter)subjetividade e da materialidade.

Neste novo projeto, Luiza Kons retrata o processo artístico de Isabele Linhares, com a narrativa, que visual busca capturar o sensorial das mulheres, aquilo que não pode ser transmitido no plano da palavra. Kons propõe retratar de modo espontâneo ‘’mini ensaios’’ durante a exposição, na Bicicletaria Cultural, onde fotografa e fotografada se conectam com suas essências e com as sensações de um contato instantâneo.

Datas disponíveis para os ensaios na Bicicletaria: 13,19, 26 e 29 de outubro; sessões: R$ 70,00 (5 fotos) e R$ 100,00 (15 fotos). As imagens serão entregues em versão digital. Agendamento: 41 31530022 ou (41) 99402846

Luiza Kons é formada em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e durante a graduação descobriu o poder de transformação da fotografia documental.

Tissa Valverde propõe expor objeto em construção durante o período da exposição e em diálogo com o encantamento do sangue menstrual num album fotográfico intimista. Valverde trata do processo de busca da medicina que reverencia a capacidade regenerativa do corpo, ora no álbum ora em escultura realizada em conjunto com Fernando Rosenbaum, com material plastico inutilizado antes do primeiro contato com absorvente íntimo feminino.

Tissa Valverde é gestora e articuladora da Bicicletaria Cultural e mediadora da exposição Coletivo Vulvas. Tem especialização em ensino e historia da arte (FAP), artista da performance e co-curadora da Mostra P-Arte.

O projeto NOSSAS RAÍZES de Niceli Silva é uma construção amálgama das raízes fundantes do Brasil. Nessa exposição oferecemos um corte da soma de todo projeto que é tanto uma observação quanto uma crítica em como o Brasileiro se vê mais do que como se sente. Mantendo aparte os valores dominantes, o projeto tenta trazer a tona a realidade de nossas bases e fundações a uma introspecção de quem somos como nação antes de nosso estado, ocidentalidade e ideologias, e também como isso foi sistematicamente combatido por um discurso pós-colonial, etnocêntrico, branco e essencialmente capitalista. Produção e modelo: Niceli Silva. Créditos fotográficos: Kayane e Marcelo Hammoud

Niceli trabalha na área de vendas em um laboratório fotográfico profissional há mais de 10 anos, é formada em fotografia pela universidade Tuiti. Possui uma sensibilidade única no tocante a temas sócio-culturais. Pelo seu histórico, compreende o pensar fotográfico como poucos – uma vez que já atuou como modelo, assistente, produtora, fotógrafa de eventos, e afins; e tudo isso com uma enorme carga de experiência.

20/10 das 14:00 às 18:00

Oficina Vagina Criativa com Fabiola Kaminski Treuk

Quando a sexualidade é tema de debate, tratamos mais do que o ato e o órgão, pois acessar a sua sexualidade é falar sobre auto estima, confiança, criatividade e espiritualidade. Essa oficina promove através da dança e do movimento, a reconexão com instinto criativo feminino.

INGRESSO: R$55,00

antecipadamente R$45,00
Vagas: 10 a 15 vagas

Fabíola Kaminski Treuk é buscadora do caminho do coração, Artista Plástica, Psicóloga Analítica e Gineterapeuta com especialização em Psicologia Analítica pela PUC-PR, e especialista em Gineterapia pelo ITECNE. Com trabalhos e estudos desenvolvidos em sexualidade, psique, processos criativos e criatividade feminina. Leciona na pós do Sagrado Feminino na Faculdade Espírita Idealizadora do projeto e workshop Vagina Criativa

Dia 10/11 das 14h as 17h

VIVÊNCIA entre Aromas e Sorrisos com Alice Bianchi

Para este coletivo Alice traz a risada e os óleos essenciais como forma de conexão com a cura do feminino que habita dentro de cada um de nós – aberta para todas e todos que buscam seu equilíbrio no mundo apesar de tudo. Será uma vivência sensorial e muito divertida que trará conceitos simples e contagiantes para que a vida siga mais leve

INGRESSO: R $44,00*

antecipado R $35,00

Com formação em gastronomia e em aromaterapia – iniciada há cerca de 10 anos no mundo dos aromas, hoje faz perfumes terapêuticos personalizados, é Theta Healer e praticante de Barras de Access, dentre outras ferramentas de cura…é amadora das artes cênicas e promove a alimentação consciente como meio de vida saudável sendo coach e líder de yoga do riso.

Dia 26/10 das 16h às 18h

Círculo ativo & Conversas e práticas de energia feminina “Corpo de Mulher & Sabedoria de Mulher” com Silvia Patzsch.

Possibilidades de práticas femininas através do autoconhecimento. Para vivermos em harmonia precisamos nos sintonizar conosco, com nosso corpo, nossas emoções, nossos pensamentos, ampliar nossa capacidade de sentirmos essa união entre tudo e todos, sentir o nosso eu integrado.

INGRESSO R$25,00*

Antecipado R$18,00

Formada em Artes Cênicas, Saúde Médica Básica, Pós Graduação em Sagrado Feminino, entre outras, facilita aulas individuais e em grupo, Palestrante, em contínua formação, acredita na potencialidade humana e seu desenvolvimento integral conectada no amor da Grande Mãe.

Rua Presidente Faria, 226 Centro
80020-290 Curitiba Paraná Brasil
Tel.: (41) 31530022

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s