#1 programa de radio pedaleira “s oft reset” com fernando rosenbaum

#softreset #cultura930 #pedaleira #radioaovivo #patriciavalverde #tissavalverde #bicicletariacultural #gocycle.studio #ciclociguaçu #fernandorosenbaum #historiadabicicleta #curitiba #cicloativismo #interlux #faixapirata #crimeambientalnemapau #luispatricio

Dia 16 de setembro de 2020, as 17h começou ao vivo, um novo programa, o novo PEDALEIRA na Radio Cultura 930 AM com Patrícia Valverde todas as quartas feiras as 17horas.

CONVIDADO: Fernando Rosenbaum – artista, cicloativista, figura carimbada dos movimentos da bicicleta há mais de 10 anos; conta a história dos movimentos sociais que tornam, o mês de setembro, o mês da bicicleta no estado do Paraná!   

(…) E vejam quantas adaptações estamos fazendo. Quantas mudanças!? não é apenas este programa que está mudando. Tanto eu quanto você, estamos passando por mudanças, não é mesmo!? todos temos motivos para revisar algumas decisões e assim escolhermos o que fazer para que um bem maior aconteça. De 2019 pra cá, parece que faz muito tempo e talvez essa sensação venha porque de fato, agora é que viramos o século!

Então no programa PEDALEIRA do novo século, convido a um pensamento que encontrei no blog do meu amigo Luis Patricio, o SOFT RESET. Como ele está no Canadá, ficaremos então com essa locução em inglês que é bem compreensivel. Soft Reset é uma forma de olhar para coisas que podemos mudar. Quando apertamos o botão reset, queremos reiniciar algo que deu problema num trabalho.  E essa é a sugestão para evitar que tenhamos que fazer um Hard Reset, (mudanças mais cruciais e pesadas). Embora nos seja assustador pensarmos de uma nova forma, algo novo e não convencional, é num cenário como esse que é possível avaliar padrões tais como: de quem compramos nosso alimento?, qual é a relação que fazemos com a cidade que moramos? qual é o acordo que fazemos com outras pessoas para ocuparmos nossa cidade? E no transito, por exemplo,… nossa maior arena social!

Segundo o SIM, Sistema de informação de Mortes do Ministerio da Saúde, entre 2010 a 2019, o Paraná, é o 2º estado que mais perde vida de ciclistas em suas vias e estradas tendo a maioria das ocorrências ocorridas em Curitiba e Região Metropolitana*. Eis o setor que necessita de maior apoio, práticas inovadoras e ousadas para mudar. Esse é inclusive um assunto que cada vez mais se fortalece, aqui e no mundo. Enquanto o Brasil viu crescer em 7% a adesão por bicicletas, no ano de 2018; Curitiba aumentou em 11% o uso por bicicletas sendo que 80% desses ciclistas usam para ir e voltar do trabalho**. E olha que tudo isso era antes da pandemia, pois do mês de maio para cá, segundo a Aliança Bike, (organização nacional), a procura por bicicletas aumentou mais de 50% com intuito de usa-las como um transporte alternativo.

Portanto, estamos num cenario de mudanças e, juntos e juntas – conscientes de nossas necessidades e tambem de nossos deveres, co criaremos e estruturaremos uma cidade efetivamente segura e inteligente para podermos pedalar.  

Vamos lembrar que nos está imposto o distanciamento físico, e que respondemos num profundo movimento de coesão social.

Áudio disponível na rádio Cultura 930 AM:

PEDALEIRA – MÊS DA BICICLETA, SOFT RESET E ENTREVISTA COM FERNANDO ROSEMBAUM – EXIBIDO EM 16/09/2020

8’20” Entrevista começa com Fernando Rosenbaum

10’10” #ChegadadaBicicletanoBrasil

12’10” #HeróisdaBicicletaemCuritiba #cadernonostalgia #gazetadopovo #hermesmacedo #prosdócimo #100voltasemtornodaruibarbosa #praçaruibarbosa #AlcideLima #AdirRomeo

23’45” #MovimentoMassaCrítica #zonaautonomatemporaria #hakimbey #bicicletadas #criscarlson #CiclofaixaPirata2005 #ciclofaixa #ciclovia

#ARTEBICIMOB2007 #FundaçãodaCicloiguaçu2011  #LeiSetembroémêsdaBicicleta2012 #OrganizaçãodoFórumMundialdaBicicleta2014 #transformaçõessociaiseurbanas #ConstruçãodaPraçadeBolsodoCiclista #Dia22MundialsemCarro #ProjetoEntregaAmiga

*INFORMES da CICLOIGUAÇU*

  1. Comunidade está pedindo mais atenção dos órgãos de trânsito (DER, secretaria de obras e de habitação de colombo) na estrada da Graciosa, no bairro Canguiri em Colombo, altura do numero 6000, onde uma obra está obstruindo a ciclovia e pondo em perigo os ciclistas que passam e precisam desviar para a estrada para continuar a rota que é turística e histórica.
  1. Importante conexão cicloviária foi perdida com as obras da trincheira no bairro Seminário e população pede desvio cicloviário seguro. Segundo Cicloiguaçu, em junho deste ano foi protocolado e doado para a SMOB um projeto de desvio contemplando a mobilidade ativa envolvendo as ruas Arthur Bernardes e General Mario Tourinho, porém não foi aceito. Atualmente a reforma liberou uma faixa no asfalto para pedestres e ciclistas mas está tomada por carros estacionados. O pedido e sugestão é por sinalização e fiscalização. 
  1. Lembrando que obstrução em ciclovias trazem alto risco a ciclistas e pedestres. Art 181 do CTB sendo Infração – grave; com pena de multa e medida administrativa – remoção do veículo. http://vadebike.org/2004/08/o-que-o-codigo-de/comment-page-3/
  1. Mais de 400 respostas chegaram do mapeamento de ciclistas em Curitiba e Região Metropolitana promovida pela Cicloiguaçu. Objetivo é estreitar comunicação, conhecer melhor municípios vizinhos e desenvolvimento soluções que atendam pedestres e ciclistas. O mapeamento continua aberto até 30 de setembro. Deixarei o link nas nossa mídias e no site. Por enquanto ciclistas de 18 municípios responderam, maioria avaliou como mediana (40%) e desfavoravel (41%) as condições para ciclomobilidade em seu município. Desses, 50% usam eventualmente para se locomover entre os municípios; Então atenção aos órgãos Comec e Plano Diretor de Mobilidade da RMC

***

Eu sou Patricia Valverde, celebrando boas idéias para o cultivo de um corpo social.

Sou mãe, ciclista, produtora cultural, faço parte da coordenação da Cicloiguaçu, a Associação dos Ciclistas do Alto Iguaçu e , junto com Fernando Rosenbaum, a Bicicletaria Cultural. O que eu faço é apoiar e promover projetos que amplificam o conceito “mobilidade” fazendo é claro, um elogio á bicicletas.

Este programa PEDALEIRA começou em dezembro de 2019 com Cintia Duarte que está em outras plataformas, e continua com seus projetos sobre bicicletas de competição e esportes. Desejamos bons ventos pra você, Cintia, desejo boas realizações e avanços no projeto sobre segurança e ciclistas.

Já a GoCycle, chegou em Curitiba, pela mesma época e continua como patrocinadora deste novo programa. Este é o maior estudio de ciclismo indoor no Brasil, bem equipado, um modelo único aqui no Paraná e que possui aplicativo próprio disponível na loja do Google ou na Apple Store. Mas, assim como todes, fechou em março devido a pandemia, voltanto agora em agosto com normas obrigatórias de saúde, respeitando distanciamento, a higienização que era cuidada está mais rigorosa, uso obrigatório de máscaras, medição de temperatura na entrada, dentre outros procedimentos https://www.gocycle.com.br/ Local: Avenida Vicente Machado, 878

Siga nos nas redes sociais @cultura930 no youtube e instagram e www.cultura930.com.br/novopedaleira/ 

MÚSICAS

de fundo: música “Bangladesh Bike” da banda Naftalanja. Composição de Fabio Laskavski

vinheta do “Informe da Cicloiguaçu”: trecho “Tem que ter moral”. Composição Plá,

FONTES:

* Transcrevi esse programa com 1 mês de atraso e perdi o link dessa informação. Segue portanto material de base com dados contextuais https://www.onsv.org.br/19076-2/

** dados da Cicloiguaçu https://cicloiguacu.org.br/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s