#2 programa de radio pedaleira “dia mundial sem carro” e “Infraestrutura provisória para a Mobilidade Ativa” com henrique jakobi

Dia 22 de setembro – equinócio da primavera, florescendo um inverno em Curitiba fora de época, pois estava muito tímido, enquanto agora nos resta, aguardar a chuva pra nos regar e nos abastecer. Além disso, mundialmente, lançado por organizações internacionais em 1996 para nos lembrar de tantos problemas evitáveis gerados pelos automóveis, dia 22 é o dia mundial sem carros.

Só em 2018 foram mais de 41mil mortes no trânsito no Brasil. Imagine Que o impacto desse dia sem carros pouparia 112 pessoas. Sabe, fiz uma pesquisa tentando descobrir a quantidade de carro per capita em nosso município, e vi que há uma disputa entre curitiba e belo horizonte mas o que é certo é que neste período pandêmico, as pessoas estão mais inclinadas a repensarem seus deslocamentos. E cada agente que compôe o trânsito tem que fazer isso mesmo, repensar! 

Video no YouTube também disponível no Facebook:

https://fb.watch/14u9Z1k9Mm/

Essa data faz uma chamada coletiva para nos perguntarmos AFINAL, quem manda em quem, se o carro dita onde vc vai e consequentemente seu direito de ir e vir ou se você está livre para ir onde quiser independente de ter ou não um carro – pois eis que esta é a real liberdade: você não precisar ter carro para chegar onde quiser. Engraçado que é exatamente esse mote de todas as propagandas de automoveis, né. Quando ela mostra liberdade, ruas vazias, velocidade e aventuras, na verdade é exatamente o inverso que o carro promove. Seu distanciamento com o meio ambiente, sua passividade em relação aos desafios, uma imensa irresponsabilidade com a velocidade e um cenário arido e solitário. Mas Tal qual o açucar refinado, entre outros males, normalizamos. 

E tb Por esses motivos , que além das sugestões que o dia 22 de setembro traz, está somado nesse periodo, nacionalmente, informações e eventos com a semana nacional do trânsito.

E pra nós que estamos mais despertos em relação a carrodependencia, dia  22 de setembro sempre foi a data que eu e minha família celebramos com a bicicleta nas ruas, as vezes num  grupo de 2mil pessoas ou até mais. Sempre é uma festa! Aqui, a BC fica acelerada desde cedo, pessoas fazem ultimos ajustes, montam placas e baloes, se fantasiam lá mesmo, pintam a bicicleta, acoplam instrumentos, todos celebram com as crianças e quanto mais chegam famílias, mais fica aparecido com uma festa de virada de ano. Porque além de tudo é isso! Alguns se vestem de branco, tem ótimas sacadas, e as crianças ganham uma perspectiva da cidade e do caminho que é única, pedalando nas ruas, de bike, seguras e entre amigos, cantando. As músicas são mais ou menos assim: “menos carros, mais bicicleta”, “mais adrenalina menos gasolina”, “mais amor menos motor”, “arroz feijão, menos Co2”    essas são as tradicionais, cada evento gera um, e  você ouvinte, me lembra por favor, nos lembre e tb nos sugira, por favor, mais frases de guerrilha. 

***

Na região CENTRO OESTE: Com total de 6.832.152 motoristas habilitados e total de 10.018.407 em quantidade da frota de veículos motorizados com destaque para Distrito Federal com total de 1.641.181 sendo 671.757 mulheres e 969.431 homens e;  Goiás com total de 2.675.317 sendo 943.749 mulheres e 1.732.168  homens.

Na região NORDESTE: Com total de 11.406.194 motoristas habilitados e total de 18.523.439 em quantidade da frota de veículos motorizados

Na região NORTE: Com total de 3.848.314 motoristas habilitados e total de 5.670.922 em quantidade da frota de veículos motorizados

Na região SUDESTE: Com total de 37.838.700 motoristas habilitados e total de 51.483.915 em quantidade da frota de veículos motorizados com destaque para São Paulo com total 23.070.569 sendo 8.883.078 mulheres enquanto no Rio de Janeiro, o total é de 5.808.423 sendo 1.839.459 mulheres e ainda, em Minas Gerais com total de 7.431.349 sendo 2.518.649 mulheres

Na região SUL: Com total de 14.513.988 motoristas habilitados e total de e 20.892.455 em quantidade da frota de veículos motorizados com destaque para Parana total 5.333.233 sendo 1.981.443 mulheres e 3.351.780 homens. Em Santa Catarina o total é de 4.023.635 sendo 1.515.132 mulheres e no Rio Grande do Sul, o total é de 5.157.130 sendo 1.761.292 mulheres.

Em suma, no BRASIL são 74.439.348 de motoristas habilitados e 106.589.438 em quantidade da frota de veículos motorizados, sendo 54% automõveis, 22% motocicletas e 7% caminhonete. Este é um breve compilado das informações coletadas sobre quantidade de motoristas habilitados e carros em algumas regiões do Brasil*

***

E não é a bicicleta, a única solução para a carrocracia – esse é que é o barato, há várias soluções! 

Olha só, se o transporte público for mais atrativo, barato, mais limpo e comprometido com horario – nós economizaremos. Se tivermos mais calçadas e iluminação necessária, seremos mais ativos, e isso é que tb nomeia o outro nome que é dado para esse dia, – é o DIA DA MOBILIDADE ATIVA. Enfim, Nós, a população, precisamos agir com consciência, se relacionar com a cidade e com a cidadania e ainda nós, ciclistas, precisamos nos reconhecer, valorizar os grupos e pedir por um lugar mais seguro e cúmplice em relação a nossa escolha de pedalar.

PODCAST disponível também no site:

Estamos em periodo de transformações e atentos a novas demandas, e mesmo que de forma provisória, precisamos agir! Foi então lançado este mês para todo o Brasil, o manual de “Infraestrutura provisória para a Mobilidade Ativa” – publicada pela UCB – União dos Ciclistas do Brasil e pela Cicloiguaçu – Associção dos Ciclistas do Alto Iguaçu

Infraestruturas Provisórias para a Mobilidade Ativa: Medidas de ciclomobilidade para adaptar as ruas no combate à pandemia

Esse trabalho foi desenvolvido por João Bazzo, Antonio Carlos Miranda, Luiza Dittert, Yasmim Reck e por Henrique Jakobi – que é nosso convidado. Designer e mestre em trânsito seguro e sustentável e corpo técnico da Cicloiguacu, ele assina junto com um time de técnicos dedicados e profissionais e nos traz indicações do que fazer para a cidade prevenir a contaminação da covid19 com medidas de ciclomobilidade.

São 57 paginas que propõe entre ilustrações fantásticas e claras, a segurança viária em contexto de pandemia. 

Henrique Jakobi – Vamos renovar a vida em nossas cidades?

  1. Quais são as medidas que o manual oferece para a prevenção da covid19:
  1. Você considera que o manual propoe 100% de ações práticas.
  1. Porque Infraestruturas cicloviárias fazem parte da solução para prevenção da pandemia?
  2. E o que são estruturas pop ups que aparece no capitulo sobre urbanismo tático
  3. vc já viu surgir efeito do manual. no capitulo 2 o manula menciona uma ação temporária que atualmente está em carater mais definitivo agora, proximo a rodoviária, ou será que me enganei
  4. e tudo tem um periodo em que a cidade avança com a proposta, qual foi o periodo daquela transformação incrível numa rua de Nova York, num cruzamento super hostil de ruas largas para cruzar como pedestre e até motociclista, para daí ter uma praça no meio, eu que morei em SP praticamente vi ali um trecho do centro igualzinho…
  5. Vamos lembrar que nos está imposto o distanciamento físico, e que respondemos num profundo movimento de coesão social
  6. Sobre a ciclologística é um serviço super impactante não é mesmo, vc acha que ele se desenvolverá mais com mais infraestrutura. O manual traz um capitulo sobre ciclologística, pois ele abrange diversos setores nessa atividade de logistica e comercial, atinge empresas, produtores, entregadores ciclistas e uma atenção do setor publico – lembrando que temos 2 projetos que buscam regulamentação na camara dos vereadores, um com autoria da vereadora prof Josete e outra da vereadora Maria Leticia.
  7. Nas imagens há modelos provisórios e inclusive o desdobramento das mesmas propostas pra algo permanente, vc acha que isso depende de um orçamento mais parrudo
  8. e assim como a via calma, o manual traz sugestões para circulação e tem a chance de promover um bom hábito e aceite da comunidade para que tenhamos uma cidade mais segura e mais cumplice para quem pedala. Por onde o manual está circulando e qual o retorno vc tem tido sobre esse material 

Devo dizer que as imagens do manual nos ajudam a vislumbrar uma cidade que você pedestre e ciclista deseja mas nem consegue mais imaginar, de tão viciadas que estão nossas cidades sobre planejamento urbano e a carrocracia. ter mais espaço em calçadas, melhorar nossa visibilidade e segregar espaços em vias de velocidades acima de 60km/h é como um sonho. Agradeço e convido a todos para acessar essa publicação.

Vamos lembrar que nos está imposto o distanciamento físico, e que respondemos num profundo movimento de coesão social

*INFORMES da CICLOIGUAÇU*

  1. Acabou de acabar, a 9ª edicão do Forum Mundial da Bicicleta sediada online pelos organizadores de Catmandu, no Nepal. Eu tive o prazer de participar e contar a experiencia de sediar o Forum Mundial da Bicicleta em Curitiba no ano de 2014 entre outras 36 sessões com 463 participantes em zoom de vários países e continentes. Diferente das outras edições, este Forum se aproximou mais da Asia e continua nos revelando o quanto nós temos muito em comum em nossas cidades. A cerimonia de abertura online abriu com ministro do turismo e encerrou com o Ministro da Educação do Nepal. Ainda dá pra ver as sessões que ficaram registradas na pagina do forum no facebook e no site www.fmb9.org (asian bike network)
  1. Vai acontecer no dia 30 de setembro, o Webinário Desafio Intermodal – traçando caminhos Será às 14h no Canal youtube Ciclovida UFPR com Objetivo de Discutir o Desafio Intermodal como ferramenta pedagógica e direcionadora de políticas públicas nas cidades e estratégias de aprimoramentos.
  1. FORUM DE MOBILIDADE ATIVA promovida pela Cicloiguaçu e universidades, também com o programa CicloVida, da UFPR será 100% virtual e colaborativo. Indicada para toda a comunidade com vários formatos de trabalhos  palestras, debates, rodas de conversa, entrevistas, performances, oficinas,ou workshops até dia 27 de setembro. Mais informações no site https://mobilidadeativa.org/  

FONTE:

SINDICADO DOS ENEGENHEIROS DO ESTADO DO PARANÁ http://www.senge-pr.org.br/noticia/mes-da-ciclomobilidade-tem-manual-para-adocao-e-boas-praticas/

**o arquivo é super extenso. ainda devo a fonte dessa pesquisa. esse é o problema de passar o programa com delay.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s