Todos os artigos de tissa valverde

co fundadora da Bicicletaria Cultural (2011) e co idealizadora da p.Arte -mostra de performance (2012). É artista, produtora cultural e empreendedora social. Formada em Relações Internacionais (Universidade Curitiba) e pós graduação em Educação e História da Arte (FAP). Organiza e lidera projetos que amplifica o conceito "mobilidade" entre bicicletas, potencialidade artística e cultural. Participou da ××Bienal Intl. de Artes Visuais de Curitiba e pela Bicicletaria Cultural é premiada pela Aliança Empreendedora (2012), ONG Transporte Ativo/RJ e é uma das instituíções premiadas pelo Instituto Legado de Impacto Social (2014). Nesse mesmo ano foi selecionada entre as 15 melhores idéias do mundo para co-habitar espaços urbanos, no Smart Living Challenge, na Suécia.

Curso de PANDEIRO: introdução e prática c/ Alexandre Cabeça

Se precisar de pandeiro, avise com antecedência.

É na batida do pandeiro e no ritmo do pedal que Alexandre Cabeça e a Bicicletaria Cultural tem a felicidade de promover o curso de Introdução e Prática de Pandeiro!
Em um curso 100% prático e dividido em dois módulos – introdução e ritmos – vamos desde postura, empunhadura do instrumento e técnicas de agilidade até práticas de ritmos populares como o samba, choro, xote e baião.

SERVIÇO:

Curso de Introdução e Prática Básica de Pandeir

o com Alexandre Cabeça

Local:

Bicicletaria Cultural, R. Presidente Faria, 226

– centro, Curitiba

Data: S

ábados (09/06 à 11/08)

Hora: 10h30 à 12h00

Ingresso:

R$ 50,00 (módulo). Se informe sobre valores sociais

Informações: 41 31530022 ou Email bicicletariacultural@gmail.com

Vagas limitadas!

Obs:

É necessário ter pandeiro para praticar! Caso não tenha, avise com antecedência*

Conheça o

ministrante:
“Me chamo Alexandre Carvalho, mas me conhecem por Alexandre Cabeça. Sou de Maceió, mas vivo em Curitiba desde 2004. Em 2013 me interessei pela percussão, em particular pelo pandeiro. Iniciei o curso de percussão no Conservatório de Música de Curitiba no começo daquele ano, na turma do professor Vina Lacerda. Durante o curso o interesse pelo aprendizado do instrumento só aumentou e desde então o instrumento virou um grande companheiro. Me formei agora no fim de 2017.
Como parte do aprendizado, participei de inúmeras oficinas com músicos como Bernardo Aguiar, Rafael Toledo, Éder ORocha, Iê dos Santos, dentre outros.
Atualmente tenho uma turma de aprendizes pandeiristas no meu trabalho. Os encontros iniciaram há cerca de um ano e ocorrem semanalmente.
Como valorizo muito a capacidade sonora e sou seu entusiasta [do pandeiro], gostaria de ver mais pessoas praticando. Diante disso, quero fazer o papel do facilitador, sendo o elo entre o interessado e o instrumento.”
Alexandre Cabeça
Anúncios

#colmeiacelebra

Emocionante é o poder do desejo, da vontade e da união.

De setembro a novembro de 2016, estivemos chamando as pessoas mais queridas e próximas do coração e da Bicicletaria Cultural para juntos Ampliar a Colméia, pois ciclistas são polinizadores da urbe!

Mosaico com os azulejos doados no piso da cantina

Em 2017 ficamos inquietos na atualização de um projeto mais adequado ao que foi arrecadado. Que fosse econômico e administrável.

Preparação do palco com carboxmetilcelulose (CMC)

E nesse calor de tarefas abrimos este blogue pra lançar boas referências, protótipos e conforme íamos nos adequando á prática real, este link foi esquecido.

Painel coletivo e intuído pela admiração ao artista Hundertwasser

Em 2018, completando ciclo de 7 anos de atividades, anunciamos as reformas com uma equipe generosa e dedicada.

Hoje, ao revisitar os sites que administramos reencontramos aquele link com projetos e devaneios e, num tanto espantados, sentimos o quanto nossos desejos conspiraram, dialogaram e ainda agem num processo de contaminação, com as novidades que estamos lançando dia 28/março, junto a intensa agenda integrante do Festival de Teatro de Curitiba 2018.

Souvenires 27°Festival Teatro de Curitiba 2018

A seguir, as dicas e pretextos para que você nos visite e se emocione conosco nessa vida maravilhosa.

***

BICICLETARIA CULTURAL recebe COLETIVO EL CAMINO.

Dia 28/março é inauguração do cardápio, de novos ambientes por e de uma programação lindíssima. CONFIRA!

💃 Musica flamenca com coração e improvisações de Pablo Vares, do Uruguai no show “Encruzilhada”
Dias 28 e 31 marco e 4 de abril.

🎭 o retorno do monólogo “A Anta de Copacabana” -que ja foi destaque nacional na temporada que esteve conosco (se vc ainda não viu, #naoperca
dias 28 a 30/março e 01, 03, 06 e 07/abril

🎭 🎥 O mesmo ator, Adriano Peterman, fará tambem a estreia de “Bernard Só” com texto de Luiz Felipe Leprevost com transmissão em tempo real pela internet por meio link transmitido em tempo real pela internet (nesta fanpage e na CiaTeatroPortatil), transformando a obra em um híbrido entre o teatro e o audiovisual.
Dias 28, 30, 31/ março, 01/abril e continua direto de 3 a 8/abril.

🎭🎭《sabe a origem desse símbolo aqui? Pensa num trabalho totalmente imerso na poetica teatral!! Eis a peça “Rapsodos”, é um recorte do texto “Ilíada”, de Homero e, um resgate a Grécia Antiga, quando rapsodos duelavam na abertura ds olimpíadas pela interpretacao mais virtuosa. Com o querido e dedicado A.Peterman, Maureen Miranda e Stella Maris Moreira
dias 28, 29 e 31/março; de 2 a 6/abril e finaleira dia 8/abril.

🐞🐝《 esses são “Os Monstros”, a exposição em aquarela sobre papel e acrilica sobre materiais reciclados de Maureen Miranda. Encantada desde criança (e quem não?) eis uma lupa sobre os insetos. Belíssimos trabalhos que inauguram novo ambiente e deliciosas novidades.
De 28/março até 8/abril ………………….🐜

💭📚 Pode contar que sempre sempre queremos as crianças por perto. E desta vez o convite é para o lançamento de 15 belos livros do “Coleção Genoma” da Editora DVS, reunindo narrativas sensíveis e ilustrações da talentosa Maureen Miranda que adorariam serem coloridas pelos talentos mirins. Talvez vc conheça alguns autores, veja: Bruno Garcia, Carla Böhler, Fabíula Nascimento, Hilton Castro, James McSill, Leandro Daniel Colombo, Leonardo Medeiros, Letícia Spiller, Pablito Kucarz, Ricardo Severo, Rô Milani, Rodrigo Ferrarini, Rubens Caribé, Simone Spoladore e a ilustradora.
Lançamento dia 4/abril.

E para assistir COLETIVO EL CAMINO reunido? Então venha com o coracão✊na forma de um punho fechado…

🎤🎶 Performance musical e poética com com a força que o nome traz “Punho Fechado”. No elenco está Letícia Spiller, Adriano Petermann e Maureen Miranda, com música de Neco Yaros, Pablo Vares e Flavio Jardim.
De 29/março a 2/ abril e de 6 a 8/ abril.

Temos espaços intimistas. Aproveite o sorteio por ingressos gratuitos (até dia 29/03/18) e garanta os seus.

Dia 30 – Desfile Cicle chic, música e filme na rua São Francisco

Dia 30, sábado, é encerramento da 10 edição do Festival Arte Bicicleta Mobilidade com programação para a família. Brinquedos na rua, som acústico da banda dançante Havana Viena, desfile de moda e exibição de filme marcam o fim do mês da Bicicleta.

Desde 2007, o mês de setembro recebe eventos independentes e criativos propostos pela comunidade curitibana de forma acessível e numa prática de civilidade com elogio á bicicleta. Essa constante culminou na lei estadual …..tornando este, o mês da Bicicleta no estado do Paraná.

A rua São Francisco, histórica e catalisadora das transformações do centro da cidade é o cenário da inovação local em produção de roupas e acessórios de qualidade para ciclistas. Na tela pública de cinema da Praça de Bolso do Ciclista, a exibição do filme holandes, “Mama Agatha”, documentário sobre a ganense que dá aulas para mulheres imigrantes aprenderem a andar de bicicleta em Amsterdã.

Dia 30 portanto, neste sábado, a 10°ed Festival ArteBiciMob terá brinquedos para crianças das 11h as 17h, um desfile da moda as 18:30 e exibição de curta metragens as 20h, tudo gratuitamente.

No desfile, o músico e poeta Leo Fressato apresentará os produtores locais no desfile e suas confecções. Dentro d’água, marca experiente de 20 anos atende triathlonistas com diversidade e tecidos tecnológicos. Inaugurada nova sede ano passado, a fábrica tem o primeiro espaço coworking para o esporte em Curitiba.

Empathize foi desenvolvida desde o curso de Moda na PUCPR pelas sócias, Milena e Karol, com o compromisso da usabilidade com estilo. Empathize aposta em refletivos e detalhes estratégicos para o bem estar da mulher ciclista. A mais recente está a BicyCo., marca que emblema em suas peças a cultura da bicicleta, a experiência e as estratégias para facilitar o pedal.

Além desses produtores locais, estarão no tapete da Rua São Francisco as campanhas de duas ONGs. A Cicloiguaçu – a associações de ciclistas voluntários que traz estampada a Área calma, a redução da velocidade e; ONG Bike Anjo, com voluntários em todo o Brasil para difundir o pedal e acompanhar ciclistas novos em seus trajetos.

Nós aqui da Bicicletaria Cultural vemos muita cumplicidade entre ciclistas e suas bikes. Um veículo que potencializa seu corpo e acompanha em superações. As bikes mais românticas e urbanas fazem parte do imaginário de um passeio ideal, confortável e elegante e por isso, elas, as bicicletas urbanas Blitz, acompanham todos nesse desfile.

Em 2017 a 10ed. teve 24 atividades gratuitas em diversos locais entre pedaladas, torneio de bike polo, performance e exposição. Com público aproximado de 1600 pessoas, junto ao grande momento, a Marcha das Bicicletas no dia Mundial sem Carro, última sexta feira, dia 22, quando estimados 500 festivos ciclistas em família ocuparam as ruas! Todos os registros oficiais/ 2017, do fotógrafo Douglas Oliveira, estarão exibidos na tela da Praça de Bolso do Ciclista as 20:30.

SERVIÇO:

BRINQUEDOS PARA CRIANCAS das 11h as 17h

BANDA DANÇANTE HAVANA VIEJA as 15h

DESFILE DE MODA com LÉO FRESSATO as 18h30

EXIBIÇÃO do documentário MAMA AGATHA e registros oficiais do festival as 20h

Gratuito

Local Rua São Francisco trecho entre a Rua Riachuelo e a Rua Presidente Faria e a praça de bolso do ciclista

Festival ArteBiciMob

É o mês da bicicleta, da renovação da natureza, da vida, das emoções, do reencontro 😉 É o Mês do ARTE BICI MOB!! Bicicletada Curitiba! Do dia mundial sem carro (todo dia é dia)
Mês dos amigos da Bicicletaria Cultural, da Cicloiguaçu, do Instituto Nhandecy, Sociedade Global, do Curitiba Lixo Zero, do Bici-Tec, da Azzu – Cycles, da Bike Fácil!!! De todos que buscam tornar nossas cidades mais verdadeiras, plurales!!
É um momento que representa nossos objetivos de vida, dessa vida. Buscamos a troca de emoções, de alegrias, do aprender e ensinar!!! De ressignificar a vida nas cidades, o convívio entre as pessoas, é a reconquista das cidades pelas pessoas!!

By Ivo Reck

Acesse: ArteBiciMob.org

10 000 curtidas na fanpage

Hoje estamos chegamos em 10.000 curtidas na fanpage facebook.com/bicicletariacultural e comemoramos com essa nota do jornal indicando-nos como um dos espaços de efervescência cultural e agenda independente em Curitiba.

http://www.gazetadopovo.com.br/caderno-g/musica/os-melhores-lugares-de-curitiba-para-escutar-rock-alternativo-e-independente-ao-vivo-3nqe8ycd9jdapz7iecsnjhno5

Você que conhece nosso trabalho, traduza-nos em poucas palavras. Olha o que já saiu por aqui:

  • tecnologia social
  • resistência harmônica
  • bunker cultural
  • cimento fértil
  • elasticidade
  • versatilidade
  • bicicletaria cultural

12 janeiro (qui) Show Dom Pescoço /SP

A programação da Bicicletaria Cultural está começando cedo e você está convidado a participar desde já. Ano passado, tivemos 27 atrações musicais com destaque para a cena independente local de qualidade e a revelação de que música boa tem público e prestígio.

<

p style=”margin-right:0;margin-bottom:0;margin-left:0;padding:10px 0 0;color:rgb(102,106,115);font-family:"font-size:15px;letter-spacing:.5px;background-color:rgb(255,255,255);”>Agora, dia 12 de janeiro, quinta feira, estamos começando, mais uma vez, de forma promissora com o show musical da banda Dom Pescoço, de São José dos Campos / interior de SP. Em 2015 lançou diversos trabalhos na internet, sendo o mais importante o seu primeiro single e videoclipe ‘Cuba Corazón‘. Este foi um marco na carreira do grupo, oferecendo uma ótima visibilidade já na estréia, como se apresentar no programa Metrópolis da TV Cultura; na concorrida Semana Internacional de Música de SP; em diversas unidades do Sesc e Sesi SP; Virada Cultural Paulista; festivais diversos; entre muitas outras.

<

p style=”margin-right:0;margin-bottom:0;margin-left:0;padding:10px 0 0;color:rgb(102,106,115);font-family:"font-size:15px;letter-spacing:.5px;background-color:rgb(255,255,255);”>A banda nasceu em 2014 na zona rural, num espaço junto à natureza o grupo forjou seu primeiro repertório, prevalecendo a música autoral, somada ao suingue, à energia, à psicodelia e apimentada por ritmos latinos e brasileiros. Cheio de energia e alto astral o som e espetáculo é o que chamam Tropsicodélico: livremente inspirado na estética sonora tropicalista, na psicodelia roqueira dos anos 1960/70 e sons da América Latina.

<

p class=”_50f4″ style=”margin-right:0;margin-bottom:0;margin-left:0;padding:0;color:rgb(69,73,78);font-family:"font-size:15px;letter-spacing:.5px;background-color:rgb(255,255,255);”>Membros

<

p class=”_3-8w” style=”margin-right:0;margin-bottom:0;margin-left:0;padding:0;color:rgb(69,73,78);font-family:"font-size:15px;letter-spacing:.5px;background-color:rgb(255,255,255);”>| Rafael Pessoto – guita e voz
| Luiz Felipe Passarinho – batera e voz
| Gabriel Sielawa – cavaco, guita e voz
| Dom de Oliveira – baixo e voz

<

p class=”_3-8w” style=”margin-right:0;margin-bottom:0;margin-left:0;padding:0;color:rgb(69,73,78);font-family:"font-size:15px;letter-spacing:.5px;background-color:rgb(255,255,255);”>

<

p class=”_3-8w” style=”margin-right:0;margin-bottom:0;margin-left:0;padding:0;color:rgb(69,73,78);font-family:"font-size:15px;letter-spacing:.5px;background-color:rgb(255,255,255);”>

<

p style=”margin-right:0;margin-bottom:0;margin-left:0;padding:10px 0 0;color:rgb(102,106,115);font-family:"font-size:15px;letter-spacing:.5px;background-color:rgb(255,255,255);”>Venha prestigiar a música independente brasileira, o intercâmbio cultural e poético entre Curitiba e São Paulo. Pegamos Dom Pescoço na sua turnê pelo sul do país até o Uruguai.Conheça essa banda nos canais:

INGRESSOS:

https://www.eventbrite.com.br/e/show-dom-pescoco-sp-tickets-30862030163?aff=es2

Gravitas, feliz 2017 !

Obrigada amigos e amigas!

Galgamos 5 anos e neste ano, foram 296 dias de muito trabalho.

Entramos em férias nesta quinta dia 29/12 e, pelo compromisso com mensalistas que se deslocam de bicicletas ao trabalho,

retornaremos logo nesta segunda, dia 2 de janeiro de 2017, quando teremos

mais 295 dias de segunda as sextas de 7h30 as 19h30 e sabados das 10h as 18h

Encontramos em “gravitas” uma palavra síntese do ano que passou que significa: o espírito de associar idéias aos desejos do coração. Neste aspecto, celebramos 1 lustro, ou seja, a comemoração de típica de 5 anos desde a Idade Média e, da mesma época do termo “gravitas”. Através da técnica Dragon Dreaming buscamos reunir as iniciativas residentes e a Bicicletaria Cultural num plano de cooperar como ecossistema. Foi um ano de muitas conversas, vários convites para bate-papos sobre empresas B, na FAE, sobre empreendedorismo com Aliança Empreendedora e Instituto Legado; sobre criatividade no Festival Subtropical e no Musicletada e pela primeira vez participamos de um TEDx, em Blumenau, Santa Catarina sob o tema: Cidadania. Veja: https://www.youtube.com/watch?v=Uxn-SnqKa4Y

Neste ano que encerra, atendemos cerca de 200 pessoas no curso de mecânica sendo 150 estudantes de ensino fundamental em parceria com a Cicloiguaçu e as Escolas Sesi, média de 20 pessoas no curso de equilíbrio e com grande prazer foram mais de 130 estudantes do fundamental de escolas privadas que nos visitaram para falar sobre cicloativismo, empreendedorismo, arte e cidadania.

Cruzamos caminhos com parceiros e ações transformadoras como a COURB na Conferencia de Urbanismo Colaborativo, na Vaga Viva com a Escola Terra Firme, na deliciosa visita do maestro e músico Arrigo Barnabé para gravar a webvideo da serie CWB Doc – que será lançado ainda no mês de janeiro, no presentaço do grupo de ciclistas Pedal Noturno, contribuindo para a campanha Amplie a Colméia e, atingir a meta desta campanha pela plataforma Benfeitoria.com no Projeto Primeiros Passos do Banco Itaú. 

Nesta campanha ativamos uma rede que se revelou partícipe e co responsável pela nossa existência.

Desde então, estamos injetados de ânimo e maturidade para a proposta de ampliar e melhorar o atendimento aos ciclistas que se deslocam de bicicleta ao trabalho. Prevemos entregar todas as recompensas em janeiro e entregar a reforma no carnaval.

Para concluir em ano eleitoral, estamos representados pelo futuro vereador Jorge Brand, conhecido Goura Nataraj, um ciclo ativista embaixador da convivência e tolerância no trânsito e espaço comum à todos. A posse dele acontece dia 01 de janeiro deste ano, numa bicicletada a partir das 14h na Praça do Japão

E quantas vezes será que nos encontramos este ano?

Pretextos não faltaram, hein?!

Foram 100 dias com propostas artísticas e culturais. Logo no começo do ano promovemos um saudoso encontro dos 20 anos da Cia, Emcômodo Teatral reunindo integrantes, professores e artistas; recebemos animada série mundial Creative Mornings com Helio Leites; foram 5 encontros com Cicloviajantes, o bate papo com projeto ParCur, tivemos trimestralmente a visita da Peluqueria Portátil de Anderson Ramalho e as valiosas reuniões mensais da Secretaria de Trânsito (Setran) num ‘papo reto’ com ciclistas sobre demandas e acompanhamento de projetos. 

Em 2016, p.ARTE, se consolidou como maior evento independente de performance artística do Brasil graças ao co idealizador Fernando Ribeiro; recebemos a programação da Bienal Internacional de Moda e Design em parceria com os docentes da PUCPR; tivemos 07 workshops super interessantes, entre eles a gaucha Marcia Tiburi no curso A filosofia e o feminino, a Blumen Flor&Cultura sobre cultivo de orquídeas e a Afra Arte & Natureza sobre kokedamas.

Musicalmente estivemos super bem acompanhados com 27 bandas, a maioria locais e de altíssima qualidade. Entre elas, o poeta Chico Paes, o primor de Uhmas, Dino Baciotti e Raíssa Fayet, a energia de Macaco Mel e Conde Baltazar, o vocalista do Trombone de Frutas; tivemos a revelação da banda Farol Cego e dos jovens Tom e Stephany, e ainda vale dizer, e muito vale, o destaque para a grandeza musical e poética de Zélito Coringa e a irmandade com a banda Alo Habana

Pois, aqui tem todo tipo de eventos, os bons evidentemente!

Brincamos de jogos de tabuleiro contemporâneos com dinâmicas associativas, promovemos bazares com consumo consciente e economia de rede aproximada mas nem tudo acontece como planejamos. Nossa curta experiência oferecendo café da manhã com receitas exclusivas teve público mas não teve equipe; o mesmo aconteceu com a celebração dos nossos 5 anos e por isso está adiada para 2017, a 10a. edição do tradicional Festival ArteBiciMob. Neste ano nos despedimos de uma gestão municipal que mais correspondeu com a comunidade ciclista mas permitiu um gap entre as secretarias que ‘vendaram seus olhos’ para atuar no processo de ocupação da Praça de Bolso do Ciclista. 

Mais sobre esse assunto, veja o recente documentário de João Marcelo: https://www.facebook.com/Joao.Marcelo.Gomes?fref=ts

Quer mais? 

Quer uma novidade? 

Então conheça João Arno, versátil costureiro com 30 anos de carreira, ciclista e surfista, nosso novo residente na Bicicletaria Cultural, atendendo todo tipo de encomenda alem de acessórios para bicis, ciclistas e ajustes comuns. Estão desligadas as iniciativas Farol Galeria de Arte e Movimento Primavera Cidadã,

A Associação dos Ciclista do Alto Iguaçu – Cicloiguaçu, continua tendo sede conosco com nova gestão coordenada por Fernando Rosenbaum, Felipe França, Gheysa Prado e Fabio Meger  Veja: cicloiguacu.org.br

Projetos que continuam:

  • Adote uma Bici
  • Aluguel de Bici
  • Cursos de mecânica
  • Cursos de equilíbrio
  • Siesta
  • Estacionamento
  • Oficina Mecânica
  • Agenda cultural


Eis que finalmente e felizmente, chegamos com resistência e alegria para o próximo ano.

Estamos eu Patricia, e Fernando, gratos por compartilhar a retrospectiva de um ano difícil de sintetizar e rico de aprendizados.