Dedicados

Fernando Rosenbaum participou de um coletivo de artistas que começou a praticar a cidade com intervenções, provocações e urbanismo unitário, criando uma espécie de escultura social em Curitiba. “Fazemos a revolução cultural da bicicleta por aqui desde 2007. Sou formado bacharel em gravura, já viajei de bicicleta pelo país, mas nunca havia empreendido antes e sabia muito pouco sobre mecânica de bicicletas.”

Patrícia Valverde, atriz e produtora cultural. Cursou Artes Cênicas e especialização em Ensino e História da Arte/FAP e Relações Internacionais/ FIC. Em 2003 se mudou para São Paulo e depois Rio, onde se contaminou pela trabalho de assistente em ateliês de artistas plásticos como A.Maiolino, Y.Freye e R.Gerchman. Trabalhou em galerias de arte, eventos e, elabora toda hibridação de referências quando retorna pra Curitiba em 2008.
“Simbolicamente, a interdisciplinariedade é como um asterisco pra mim, hoje, é a roda da bicicleta”

“-Trabalhamos com “brilho nos olhos”, envolvidos e com compreensão pelo tema da ciclomobilidade e da cultura.” – Eis a dualidade complementar entre os sócios que dão o tom pessoal ao negócio.

Celebrando boas idéias para o cultivo de um corpo social

%d bloggers like this: